Loading

Module 1: Camada de Aplicação

Nota de Estudos
Study Reminders
Support
Text Version

Camada de Aplicação: HTTP, HTML & TELNET

Set your study reminders

We will email you at these times to remind you to study.
  • Monday

    -

    7am

    +

    Tuesday

    -

    7am

    +

    Wednesday

    -

    7am

    +

    Thursday

    -

    7am

    +

    Friday

    -

    7am

    +

    Saturday

    -

    7am

    +

    Sunday

    -

    7am

    +

Camada de Aplicação: HTTP, HTML & TELNET
Olá. Assim, continuaremos nossa discussão sobre HTTP, HTML e TELNET. Assim, como vocêtem como vimos que os clientes HTTP são ele funciona em um modo de servidor cliente. Assim,cliente HTTP geralmente os navegadores irão solicitar ao servidor HTTP quais são o servidor web.E ele irá refletir que basicamente responderá o documento web às coisas direito. Assim, estedocumentos estão tipicamente em uma formatada em um em um direito de linguagem de marcação de hipertexto. Então, esteé uma linguagem estruturada que permite que um analisador ou HTTP que esteja lá no navegador HTTPveja o documento e exiba adequadamente o documento na teladireito.Então, o que faremos como esses dias HTML são ensinados a partir dos próprios dias escolares. Então, euacredito que a maioria de vocês tem algum conhecimento sobre o HTML, mas o que nós ’ ll fazemos, nósvamos fazer nós vamos olhar para um rapidamente naquele diferente aspectos deste documento HTML certo.Então, antes disso uma coisa eu pensei em mencionar o que poderia ter perdido na palestra anteriorque é este um conceito de proxy HTTP direito. Então, isso é interessante nós vamosrevisitar algum tempo no último da coisa enquanto olha para as coisas.(Consulte o Slide Time: 01:41)Apenas para ter antes de ir para o HTML, portanto, há um conceito de servidor proxy HTTP ou proxy. Então, o que ele faz proxies para o servidor HTTP direito. Então, há um aspecto diferentede ele certo. Então, ele pode pegar alguma coisa, pode até fazer alguma espécie de uma filtragemoperações que quem vai ser permitido, qual tipo de dados ele pode registrar dados e tipo de coisa.Então, há um servidor intermediário que acessa um servidor proxy. Então, há um conjunto diferentede servidor proxy apenas para mencionar que existe uma essa coisa chamada direito proxy HTTP. Então, nóschegaremos a isso em um estágio posterior quando discutiremos sobre um on proxy severs.(Consulte o Slide Time: 02:23)Agora, o HTML significa linguagem de marcação de hipertexto, é uma linguagem de computador usada paracriar páginas da web direito. E muitos de nós já tentamos a nossa mão, mas esses dias muitas ferramentasestão disponíveis. Por isso, principalmente não estamos fazendo codificação diretamente HTML, mas usando algumas ferramentaspara codificar isso. Tags dizem ao navegador web como exibir um direito de página, a tag informa a um navegador webcomo exibir uma página. Pode ter extensão htm ou star html. Então, a páginapode ser ponto html ou htm. Então, isso aí é que é um direito de linguagem de tags. Tag significa que eu vou verque haverá uma tag de abertura e tag de encerramento. E o conteúdo a tag dita ou informao navegador web que como a página precisa ser exibida, e em qual cor, qual o formatoe como ele precisa ser exibido qual local e assim por diante.(Consulte o Tempo do slide: 03:15)Então, elementos HTML, tags são os elementos que criam componentes da página, tagcercado por um maior que e menor que o suporte geralmente vem em parescerto. Então, é que deve haver uma tag start, e deve haver uma tag final. Então, p slash p, sopara dizer tag para parágrafo isso é isso. Coisas em entre são conteúdo de elemento direito. Tags sãonot case sensitive, new standard para usar casos inferiores direito.(Consulte o tempo de deslizamento: 03:49)Então, como um documento HTML típico deve ter uma tag HTML de HTML e slash HTMLcom fonte é um documento HTML. Há um cabeçalho que você pode dar a cabeça que a tag,e cabeçalho pode ter título e outras coisas, pode haver uma tag body ou content.(Consulte o Tempo do slide: 04:09)Diretas como o que vemos aqui como estas são definições de tipo de documento que está naqueleDTD que define que o que são as coisas podem ser definidas em HTML. E se você olhar paraque HTML, HTML é o container de todo o documento. Cabeçalho é o título do corpo direito da páginado conteúdo da página. Então, ele vem assim.(Consulte o Slide Time: 04:35)Como se olhamos para a página do IITKgp. Então, aqui se você ver que é um título particular da páginaestá sendo exibido como qual Instituto Indiano de Tecnologia Kharagpur e tipo decoisas certas. Então, o finalmente, a coisa que é exibida pelo navegador é um HTML,alguma forma de uma página HTML.(Consulte o Tempo do slide: 04:54)Então, há diferentes tags é primeiro de tudo não é possível discutir todas as tags e podenão ser necessário também. Assim, aqueles que estão trabalhando na escrita HTML devem encaminhá-los um livroou documento web alguns documentos web para escrever coisas. Por isso, e há diferentes bemtutorial um que é o de www consortium ou w3 escolas são excelentes tutoriais sãoali para para iniciantes olhar para ele. Então, algumas tags populares são principalmente usadas uma é a rubrica. Assim, você pode ter diferentes níveis de títulos como um documento em palavra (ConsulteTempo: 05:36) e há parágrafo insira uma linha no entre e antes do parágrafo.(Consulte o Tempo do slide: 05:41)Como aqui estão diferentes tipos de títulos. Da mesma forma, podemos ter diferentes tipos de parágrafostambém.(Consulte o Tempo do slide: 05:48)Há outras tags que são interessantes o que dizemos tag link direito. Então, um documentovinculando-se a outro e tipo desses. Então, três tipos de link. Link para uma página do mesmo direito da pasta, você pode ligar para a mesma pasta; link para uma página de uma pasta diferente; e linkfora da página web na internet. Então, ele pode estar na mesma pasta o link está lá. Assim,pode ser alguns dados a serem pipocados ou de imagem etc. E algo em uma pastadiferente, então esse link, mas dentro dessa página ou algo pode estar totalmente fora da páginadomínio em si.(Consulte o Tempo do slide: 06:23)Então, similarmente é como um se eu tiver esse link um href www IITKgp ac ponto em seguida acesse a página inicial doIITKgp, para que eu possa ter esse tipo de ligação com as coisas. Sendo assim, dois componentes,um é o endereço e o texto descrevendo o componente. Então, o que vemos que o textoserá alguma espécie de um hiperlink onde se você clicar ele irá para aquela página particular.(Consulte o Tempo do slide: 06:49)E podemos ter coisas diferentes podemos ter tags de recurso de imagem de imagem. Então, tag vazianenhuma tag de fechamento aqui. Então, é fonte de imagem é a url particular. Sendo assim, suplente é a descriçãoda imagem. E url os pontos para a localização do arquivo particular queonde o arquivo está lá ele aponta para as coisas. E alt descreve a imagem na telaleitor direito. Então, qual é a descrição da imagem sobre quando nós a descrição é dadasobre a coisa certa. Então, eu posso ter IIT Kharagpur, digamos prédio principal (Consulte o tempo: 07:26)imagem ou eu posso dizer algo em alguma outra imagem de região em particular outro tipo de coisas.(Consulte o Tempo do slide: 07:36)Então, neste um exemplo essa mesma pasta amostra Pic dot gif documento relativo link; vejapara imagem na mesma pasta nomes de pastas diferentes. Então, eu posso ter barra de imagens slashsamplePic dot gif. Ou pode ser mesma pasta ou em uma pasta diferente nesse caso eu tenhopara especificar a pasta particular.(Consulte o Slide Time: 07:57)Então, esta é outra coisa divisão ou seção do documento. Use grupo de elementos paraaplicando formato ou estilo exemplo div color, diga título da seção, diga rede de computadorescomo aqui nós escrevemos uma página. Diga se eu tento mostrar para você, digamos que eu abri em um pad de nota esalve-o arquivo salve como, então eu guardei no desktop. Digamos que eu digo HTML de amostra digamos 1 ponto htmlcerto. Então, este é o nome do arquivo que eu salvei.E se eu for para este arquivo de amostra particular onde ele é salvo, deixe-me apenas verificar o arquivoonde está OK deixe-me salvar em uma outra pasta. Abrir arquivo, salvar como no desktop eu tenho uma pastachamada SKG sample 1 dot HTML que podemos salvar. Então, agora, se nós vamos para aquela pasta particularentão podemos ter esses dados exibidos. Então, deixe-me verificar onde o SKG diz que esta éa amostra que abri esta. Aberto. Então, este é exibido, olá de HTML que se você seolhar para nós estava lá certo, página de amostra, então olá da cor particular NPTELmudança em uma seção etc. Então, está sendo exibido aqui fora. Então, não uma boa página de visual, você precisa ter uma boa estética de ter aquela página a ser exibida no entantovocê pode escrever uma página bem simples assim mesmo.(Consulte o Tempo do slide: 10:31).Como é, ele vai nos mostrar como se estivesse aparecido assim. Da mesma forma, eu posso ter atendido minhaspáginas tendo como nessa página de exemplo particular que diferentes links importantes etc., eupode exibir esses links direito.(Consulte o Tempo do slide: 10:41)Então, é se olarmos para ele um documento HTML típico que tem um cabeçalho de título, seu conteúdoe assim por diante.(Consulte o Tempo do slide: 10:52)Então, aqui está outra página em que se escrevemos aquele documento eu posso ter esta espécie de um documentoaqui. Novamente podemos olhar para esta coisa em particular. Diga se eu copiar estes, salvar arquivocomo me deixar salvar como um html 2 dot htm, salve. Vá para essa pasta agora me deixe ir para skg e depoisesta é a matriz. Então, é claro que o xyz pessoal e eu acho que algo é lá dizer que háalgum erro para que esteja mostrando algo algum errado ou as coisas estão lá. Então, ele é mais deum outro que não a sintaxe, é se você achar que é mais um se o seu senso estético o qualtorna uma página mais atraente e tipo de coisas. Definitivamente uma tecnologia de conteúdo de contatotecnologia está lá, mas projetando uma página é mais uma estética da da pessoa queestá projetando a página, de modo que que o html.(Consulte o Tempo do slide: 12:12)E podemos ter diferentes tipos de coisas próximas cores texto color, cor do link, cor de fundo, escolha tamanho e tipo de fonte. Então, muitas coisas de nível de texto estão lá. Então, comisso nós agora tentamos olhar para isso isso cobre o nosso básico http e html. Alguns dos aspectosestaremos revisitando em vez de casos diferentes estaremos novamente captando um pouco desse aspecto. Então, a próxima coisa que queremos discutir é que outro protocolo que é chamado deTELNET. Então, o que temos visto protocolo chamado DNS, http um nós gostamos de ver este protocoloou FTP e este outro protocolo muito popular para TELNET usado principalmente paralogando remotamente em um sistema. Então, eu posso TELNET para um servidor para outro servidor em uma outra extremidade da rede ou na mesma rede ou em uma rede diferente.(Consulte o Slide Time: 13:15)Então, se nós olhamos para ele, portanto, há um cliente de telnet e há um servidor de telnet. Lá o pedido do clientevai a entrada para as coisas, ele abre ups toma a ação sobre as coisas e devolvemde volta. Então, se eu disser que o programa cliente é telnet, o no servidor há um servidor de telnetdeve estar em execução. Geralmente o que dizemos é um telnet d daemon. Então, algoo protocolo é telnet; e o aplicativo também é telnet. Como se eu dissesse que o protocolo écapital HTTP o aplicativo é pequeno http tipo de coisas ou o cliente está lá o servidor éHTTP lá, aqui também lá.(Consulte o Tempo do slide: 13:56)Então, só para mostrar a coisa para telnet é o protocolo que fornece uma facilidade de comunicação bidirecional deoito bits de bit de byte. Telnet é um programa que suporta o protocolo TELNETsobre o TCP. Então, é um serviço orientado a conexão. Muitos protocolos de aplicaçãosão construídos mediante o protocolo telnet. Então, eu posso construir telnet como a espécie de uma espécie de um piggybackem telnet e construir diferentes aplicativos subjacentes ele estará usando oTELNET protocolo direito, pois ele tem uma conexão orientada para TCP é uma conexão bidirecionaletc. Então, nome vários protocolo explora este protocolo TELNET.
Camada de Aplicação: HTTP, HTML & TELNET-Parte 2
Então, a conexão RFCs 854 TCP, a porta popular de telnet é a porta 23, mas eu posso fazer telnetem outra porta. Como uma maneira que eu vi no HTTP também a porta bem conhecida é a porta 80, maseu posso fazer em porta diferente aqui também. Dados e controle são sobre o mesmo direito de conexão.Então, há um outro termo entra em play enquanto falamos de telnet é o terminal virtual da rede. Representação intermediária de um terminal genérico, fornece uma linguagem padrãopara comunicação de funções de controle de terminal direito. Então, é uma representação intermediáriade terminal genérico, fornecer uma linguagem padrão para comunicação defunção de controle de terminal, de modo que é um terminal virtual de rede.(Consulte o Tempo do slide: 15:28)Então, assim, como que o que vemos subjacente TCP está lá sobre isso NVT está lá, sobre isso lásão diferentes processos do servidor certo. Então, o que temos de processos do servidor TCP, NVT eisso se comunica com os processos do servidor, o cliente se comunica com o processo do servidordireito, de modo que é o telnet. Se eu olhar, é o cliente do telnet que está olhando para o servidor de telnetpor sua vez eles têm ambos têm este NVT ou os terminais virtuais de rede. Então,como vimos representação intermediária de um terminal genérico, para que ele mostreporque o telnet no final você está tentando abrir um terminal na outra ponta direita.Então, a partir daqui você está tentando abrir um outro terminal, trabalhar naquele particular outras máquinas. Então, isso está lá. Fornecida linguagem padrão para comunicação para o temporizadore função de controle caso contrário haverá muito problema com os caracteres de escapee tipo de coisa. Então, ele fornece as coisas. Subjacente ao TCP está lá, essa é a funcionalidade da camada de transporte orientada a conexão.(Consulte o Slide Time: 16:34)E se você olhar para o servidor TELNET ter um tipo diferente de coisas um é o usuárioaplicativos certo, outro é haver controle de servidor diferente ou a interface de controle.Existe um acesso e interface multiusuário direito. Há pode haver várias interface multiusuárioou necessidade de telnet para lidar com isso. Então, o cliente quando ele se conecta, ele é conectaao servidor e servidor cuida dos que estão na coisa de background.(Consulte o Slide Time: 17:01)Então, há várias opções negociadas que todos os NVT suportam um conjunto mínimo de capacidadescerto. Sendo assim, o que quer que seja o sistema e o tipo de coisas, ele deve suportar um conjunto mínimode capacidade. Algum terminal tem mais capacidade do que o conjunto mínimo que é absolutamentenenhum problema, mas eles devem ter um conjunto mínimo. O conjunto de opções não faz parte do protocolo de telnet. Essas opções não fazem parte dessas coisas, de modo que novos recursos terminais podem serincorporados sem alterar o protocolo telnet. Então, ele o protocolo TELNET está mais emfazendo com que essa comunicação aconteça sobre esse direito líquido.Então, se você está aumentando a opção ou alterando a opção que está sem efetivar o protocolo de telnet. Então, detetou-o e dá uma melhor interoperabilidade. Dois pontos finais negociam um conjuntode opções aceitáveis de mútuo direito, portanto modo de linha e versos modo de caracteres, echomodo que seja lá o que for lá ele um ecoando lá atrás há um conjunto de caracteres EBCDIC versusASCII e tipo de coisa. Então, eles precisam do ponto final precisam negociar mutuamente uma opção aceitável; caso contrário, o que quer que você esteja keying precisando ser transmitido eexecutado para a outra extremidade que será um problema sério sobre isso.(Consulte o Tempo do slide: 18:21)Há várias funções de controle. O TELNET inclui suporte para a série de controlefunção comumente suportada pelos servidores de forma tão série. Isso fornece um mecanismo deuniforme para comunicação de função de controle. Então, há um conjunto de funções de controle,que são suportadas pelo servidor. E essas funções de controle permitem que essa coisa de comunicação geralaconteça direito.(Consulte o Tempo do slide: 18:51)Então, algumas das funções de controle estão aqui, como uma é o processo de interrupção do processo de interrupção do processo de interrupção do processo de interrupção do processo; ou a saída de abortar não envia mais saída para o terminal de usuários. Você está aí, algumespécie de um é você vivo tipo de coisas cheque para ver se o sistema ainda está em execução. HáErase Character ou EC delete último caractere enviado direito. Então, há uma função de controle de caractere de apagar, pois pode haver necessidade de excluir o último caractere que pode seralgo extra caractere está entrando. A linha de apagamento exclui todas as entradas na linha atualcerto. Então, essas são as coisas que são as quais são diferentes funções de controle um conjunto de algum conjunto de amostrade funções de controle do TELNET.(Consulte o Tempo do slide: 19:44)Então, todos os comandos TELNET e fluxo de controle lançam a mesma conexão TCP. Então, láé uma coisa. Então, não há nenhuma conexão de dados e controle separados diferentemente do FTP aliera a porta 20, 21, um é dados para um é controle tipo de coisas, eles são a mesma conexão TCP. Os comandos começam com um caractere especial chamado interpretar escape de comandocaractere ou código IAC. Então, há um código IAC chamado tipicamente 255. E se um 255 éenviado como dados, então deve haver seguido por mais 255 direito. Então, se os dados em si são um255, então ele deve ser seguido por outros 255. Se o IAC for encontrado, o próximo byte é se um IACencontrado, o byte seguinte é IAC, um único byte é representado para aplicação e terminal.Se o IAC for seguido por qualquer outro código, a camada TELNET interpreta isso como um comandocomo. Então, o IAC depois disso existe qualquer outro código o TELNET interpreta como um comando etente executá-lo conforme o protocolo para que comandos ou as regras para esse comandos.(Consulte o Tempo do slide: 20:50)Então, você pode usar programa de telnet para tocar com o protocolo TELNET, ou para trabalhar com o protocolo TELNET. Telnet é um direito cliente TCP/IP genérico. Então, é genérico TCP desculpecliente TCP. Envia o que quer que você digite no socket TCP imprime o que vier de volta parao socket TCP, portanto, ele é um tipo muito simples e baunilha de coisas úteis para teste de testeservidores TCP. Protocolos baseados em ASCII certos. Então, existem diferentes servidores TCP que vocêpode útil para testes. Até mesmo eu posso testar dizer servidor de e-mail. Por isso, correio como SMTP é tipicamente emporta 25. Então, se eu disser telnet, algum servidor de correio, porta 25, ele responderá de volta certo. Então, este éesse é um modo de um eu posso dizer que é um modo de um protocolo transportador que levaas coisas e obter os comandos (Prazo de Referência: 21:49) se aquela determinada coisa é permitida emque em particular outra extremidade do servidor.Então, muitos sistemas Unix têm esses servidores rodando por padrão, como é um é um servidor echoque é executado na porta 7; há um servidor de descarte que está na porta 9; servidor diurno queresponde com o dia a dia é porta 13; chargen server que está na porta 19. Então, sãoos diferentes servidores que são diferentes sistemas Linux executados por padrão.(Consulte o Tempo do slide: 22:20)Como aqui se fizermos uma porta 7 que é eco server e dar algo então ele responde de voltacomo eu digo particular isto é tudo fictício significa não quer dizer algum o que dizemos exemplocenário, telnet skg cse dot edu nada como tal nada existe significa nenhum tal servidor.Então, ele tenta para o IP e então uma vez que ele é conectado, então ele dá aquele caractere de escape particular. E o que quer que você dê dá um retorno de volta. E então uma vez que você se despediu,então ele fecha a conexão. Por isso, eco server é muito prático para ver que se aquele servidor de telnet em particular está em execução ou não na outra ponta e se ele está respondendoadequadamente. Então, é um primeiro nível de verificação cruzada em todo o sistema.(Consulte o Tempo do slide: 23:14)Então, se olvidamos para este cenário de telnet em particular, então é ele é basicamente o que temos dizer que eupode ter um cliente de telnet e uma ponta e o servidor telnet pode estar no mesmo sistema ou emum sistema diferente direito. Então, o que nós o que fazemos telnet para um determinado servidor e depois eupode executar algum programa certo. Eu posso acessar diretamente etc. aqui certo. Eu posso telnet paraoutro servidor para um determinado servidor e acessar as coisas, tudo proporcionado você tem o acessoa esse servidor específico, de modo que significa, se não somente a exigência do servidor de telnet do cliente, há um requisito de autenticação para isso ou o que dizemos que o usuáriodeve ser autenticado outro fim. Por isso, quando você vai para quando fazemos um telnet, elegeralmente responde a ele prompts de volta por uma senha de login. Então, você tem um se está tendo uma senha de loginno sistema, então você logou o sistema e então você podenavegar na estrutura do diretório, você pode executar qualquer programa e tipo de coisas direito.Então, ele pode estar dentro do sistema eu posso fazer um telnet no dentro do sistema ou eu posso fazer um telnetpara um outro sistema direito. Eu posso fazer um telnet para um qualquer sistema sobre a rede direita.E uma vez que você lá, a conexão fica estabelecida, a conexão fica com isso, tanto tempoa execução está lá ou há algum erro etcetera e você pode qualquer que seja o que foro conjunto de permissão fornecido na outra extremidade é a acessibilidade do cliente ou do clienteou do direito do usuário. Então, se você tem acesso a diretórios diferentes etc. você podeacessar isso e assim e assim por diante para que você possa fazer, é como se você fosse como um usuário para aquele loginde um local remoto, para que você possa fazer isso.Ok, então com isso vamos concluir nossa discussão ’ s. A coisa que temos vistohoje é dois importante direito protocolar que um está fazendo com que esse www aconteça certo. Assim,é o hiper HTTP ou hyper text transfer protocol. E junto com HTML que é olinguagens de marcação. Existem diferentes outras linguagens de marcação nós ’ ll ver algumas dessascoisas, mas HTML são as coisas mais populares e o navegador qualquer navegador entendecomo interpretar o HTML. Então, o navegador tem uma espécie de um interpretador HTML ou um analisador, que analisam a tag html e exibe conforme as coisas que se deu certo.Então, isso faz com que toda essa troca de informações ou informações toda essa troca seja possívelsobre esta rede subjacente, de modo que é a única coisa.Outra coisa que temos visto é um protocolo que é um protocoloorientado a conexão é telnet que permite conectar remotamente as coisas direito. Uma é queextraindo informações e exibição na coisa outra é conexão remotamente a umoutro servidor, outra máquina que está no sistema da sua própria rede ou próprioeu posso telnet se o servidor estiver rodando a partir disso eu posso telnet para o mesmo servidor ou emqualquer servidor nas coisas. Ele me permite trabalhar em outro sistema e executar a coisacerto. Então, isso e como você já viu é um tipo muito simples ou muito o que é baunilha tipode protocolo e ele permite que muitas coisas pigam de volta nele.Então, telnet vira uma operadora para coisa diferente de executar sobre as coisas, pois eleestabeleceu um serviço orientado a conexão. E quaisquer outros aplicativos quequeiram pigir de volta no telnet é que é possível fazer esse direito. E um outro tipo decoisas o que estará discutindo no no protocolo da camada de aplicação em nossa palestra subsequenteé uma é para este tipo de e-mail de servidor ou SMTP tipo de servidor. E outra é alguma espéciede um tipo de gerenciamento de servidor ou tipo SNMP de servidor. Então, com isso vamos concluirhoje.Obrigado.