Loading
Nota de Estudos
Study Reminders
Support
Text Version

Estruturas para a Tecnologia da Informação

Set your study reminders

We will email you at these times to remind you to study.
  • Monday

    -

    7am

    +

    Tuesday

    -

    7am

    +

    Wednesday

    -

    7am

    +

    Thursday

    -

    7am

    +

    Friday

    -

    7am

    +

    Saturday

    -

    7am

    +

    Sunday

    -

    7am

    +

Estruturas para a Tecnologia da Informação
Uma estrutura fornece a você uma maneira de organizar seus pensamentos e analisar um problema. Uma das principais funções dos quadros das organizações é o de apoiar a tomada de decisões.
Não há uma teoria de quadros, sistemas de informação e tecnologia, embora um utilizador ou um designer de um sistema precise de um modelo conceptual de um sistema de informação.
Nesse curso, vamos aprender sobre como as decisões são tomadas na organização e como as estruturas podem ser projetadas para suportar a tomada de decisões.
É importante dispor de um modelo conceptual quando se trata de tomar decisões relativas à concepção de quadros e de sistemas de informação.
Tipos de decisões
Nem todas as decisões são parecidas; algumas envolvem diferentes níveis da organização e algumas são mais importantes do que outras. Há três grandes categorias de decisões tomadas em organizações.
Clique nos números para visualizar as categorias de decisões.
1: Planejamento Estratégico
No planejamento estratégico, o tomador de decisão desenvolve objetivos e aloca recursos para obtê-las. As decisões nesta categoria são caracterizadas por longos períodos de tempo e envolvem, normalmente, um investimento e um esforço consideráveis. O desenvolvimento e a introdução de um novo produto é um exemplo de uma decisão estratégica.
2: Controle de Gerencial
As decisões que envolvem o controlo da gestão dizem respeito à utilização de recursos na organização e, muitas vezes, ao pessoal ou a problemas financeiros. Por exemplo, um contabilista pode tentar determinar a razão de uma diferença entre os custos reais e orçados.
3: Controle Operacional
Uma decisão de controlo operacional cobre os problemas quotidianos que afectam o funcionamento da empresa: O que deve ser produzido hoje na fábrica? Quais itens devem ser solicitados para inventário?
Os principais gestores da organização passam mais tempo em decisões estratégicas do que supervisores, e os supervisores estariam mais preocupados com as decisões operacionais.
Estágios no processo de tomada de decisão
Na descoberta e resolução de um problema, o fabricante de decisões enfrenta ciclos de decisão myriad.
1. Qual é o problema?
2. Qual é a causa?
3. Quais dados adicionais são necessários?
4. Como deve a solução ser implementada?
Cada uma dessas etapas principais na resolução de um problema envolve a solução de subproblemas.
Estágios no processo de tomada de decisão
O laureado com o Nobel, Herbert Simon (1965), sugere uma série de etapas descritivas para a tomada de decisão para ajudar a entender o processo de decisão.
Estágio Quatro
A fase de implementação é a quarta fase, na qual garantimos que a solução seja levada a cabo.
Estágio Três
No estágio de opção, o tomador de decisão seleciona uma das soluções. Se todas as alternativas forem avaliadas bem, o estágio de opção é geralmente o mais simples a ser executado.
Estágio Dois
Durante o estágio de design, o solucionador de problemas tenta desenvolver um conjunto de soluções alternativas. O solucionador de problemas pergunta quais abordagens estão disponíveis para resolver o problema e avaliar cada uma.
Estágio Um
O primeiro estágio é definido como inteligência, o que determina que existe um problema. O tomador de decisões deve tomar conhecimento de um problema e reunir dados sobre ele. Já descrevi este cenário como uma identificação ou identificação de problemas.
Processo de tomada de decisões
Estágios no processo de tomada de decisão
Primeiro, um tomador de decisão deve reconhecer que uma decisão precisa ser tomada. Embora esta observação pareça, provavelmente, parecer evidente, houve muitos exemplos de indivíduos que ignoraram a necessidade de decisões.
Em seguida, o tomador de decisão deve identificar alternativas, um processo semelhante ao estágio de design no modelo de decisão do Simon.
Para decisões de rotina ou repetitivas, o tomador de decisão pode simplesmente escolher a ação usual. (por exemplo, ordene um determinado montante quando os níveis de estoque atingem um determinado nível.) O tomador deve classificar as alternativas numa base; ele ou ela escolhe, em seguida, a alternativa mais atractiva (ou, em alguns casos, menos atraente).
Se a situação não for desesperada, o tomador de decisão pode abandonar o problema. Na maioria das configurações organizacionais, este último curso de ação não é aceitável ou certamente não é encorajado.
Como Indivíduos fazem Decisões?
Uma vez que o tomador de decisão tenha feito uma escolha, é necessário implementar-la, ou seja, para efetivar a escolha. Muitos gestores e dirigentes foram falidos, não porque tenham feito más decisões, mas porque não conseguiram tomar as medidas necessárias para as pôr em prática.
A implementação é muitas vezes difícil para os gerentes porque eles têm de agir através de outros. As pessoas encarregadas da execução não podem ser autorizadas a tomar a decisão ou podem ter razões para subverter a sua decisão.
Tomar uma decisão pode ser uma tarefa complexa; no entanto, as decisões são o que determinam a direcção das nossas vidas e das nossas organizações.
Os sistemas e estruturas de informação, entre outras funções, ajudam a fornecer informações para a tomada de decisões.
Estruturas para a Tecnologia da Informação
A tomada de decisão e o processamento de informações são atividades muito importantes em uma organização de negócios. Os quadros devem abordar estas actividades, e os sistemas de informação podem melhorar muito a qualidade da tomada de decisão e do processamento da informação.
Clique nos gerenciadores abaixo para aprender sobre a tomada de decisão e uma estrutura sintetizada.
Tipos de Decisão
Herbert Simon propõe que existam dois tipos de decisões: programadas e não programadas.
Decisões programadas são rotina e repetitivas e requerem pouco tempo gasto no estágio de design. Inserir dados em um programa de planilha é um exemplo de uma atividade programada.
As decisões não programadas são novas e não estruturadas, por exemplo, decidindo sobre a mistura de marketing para um conjunto de produtos.
Não há uma solução única, e muito tempo é gasto em design, uma vez que o problema provavelmente não apareceu antes. Claramente, poucas decisões estão em um extremo polar ou o outro; a maioria se desfaz de um continuum entre programado e não programado.
Estruturadas e não estruturadas foram propostas como termos mais adequados para estas decisões.
Uma Estrutura Sincronizada
Uma estrutura sintetizada combina as teorias de tomada de decisão para chegar a uma estrutura de negócios ideal para tomar a melhor decisão com base no problema ou na situação em ocorrência.
Em uma decisão estruturada, as três fases-inteligência, design e opção são totalmente estruturadas. Em uma decisão não estruturada, todas as três fases são desestruturadas. Qualquer decisão entre os dois extremos é semi-estruturada.
Muitos indivíduos no campo de sistemas de informações acreditam que decisões não estruturadas têm o maior pagamento para a organização.
No caso estruturado, o objectivo de um sistema de informação é, em geral, melhorar o tratamento da informação.
Em uma situação não estruturada, o objetivo do sistema de informações é mais propenso a melhorar a organização e a apresentação de entradas de informações para o tomador de decisão.
Elaboração de uma Estrutura Sincronizada
Clique nos títulos à esquerda para ler exemplos de tipos de decisão em áreas de gerenciamento na organização.
Classificação
Estruturado
Semi-Estruturado
Não-estruturados
Controle Operacional
Controle de Gerenciamento
Planejamento Estratégico
Estruturado
Ordenar
processamento,
contas
pagável

Orçamentos,
pessoal
relatórios
Armazém
local,
transporte
combinação de modo
Semi-
Estruturado
Inventário
Controlo,
produção
planejamento
Análise de
Variação
Introdução
de novo
produto
Não-estruturados
Dinheiro
gerenciamento
Gerenciamento
de pessoal
Planejando para
R&D
Incluindo Organizações e Decisões em uma Estrutura
Uma estrutura expandida à luz de novos aplicativos de TI fornece insights adicionais.
Uma organização desenvolve alguma estrutura interna para que as pessoas que trabalham na organização possam executar suas tarefas.
As pessoas realizam essas tarefas para que a empresa possa cumprir sua missão ou propósito, como fabricar e vender um produto ou fornecer um serviço.
Uma estrutura expandida separa a Tecnologia da Informação da outra tecnologia na empresa porque a TI se tornou central na vinculação de todas as partes da organização e ajudando-a a cumprir suas tarefas.
Incluindo Organizações e Decisões em uma Estrutura
Um recurso significativo da estrutura é a ideia de que uma mudança em um componente provavelmente causará alterações em outros.
Uma alteração no ambiente pode obrigar a empresa a reestruturar-se a si própria-alterar as suas tarefas e mesmo o número de pessoas que estão associadas a ela.
Muitas firmas foram " reestruturadas " e " downdimensionaram " ou reduziram seu número de funcionários para melhorar os lucros na década de 1990.
Os grandes avanços nas comunicações do século XXI têm visto muitas pessoas optarem por trabalhar em casa e se conectarem à empresa via e-mail e redes, conhecidas como "trabalhando remotamente ".
No próximo slide, examinaremos um modelo de estrutura baseado em Tecnologia da Informação, chamado de Modelo Harold Leavitt.
Uma Estrutura Baseada em TI: O Modelo Harold-Leavitt
Clique nas áreas azuis para ler mais sobre cada uma.
Estrutura Organizacional
Ambiente
Tarefa
Informação
Tecnologia
Pessoas
Ambiente
Tecnologia Firm
Estrutura Organizacional
1. Estrutura Organizacional Formal (Hierarquia, Equipes)
2.Funções corporativas, responsabilidades
3. Metas corporativas, estratégia, políticas
4. Estrutura de comunicação informal, cultura
5.Mecanismos de tratamento de decisões formais e informais
Pessoas

1. Fatores intrínsecos: idade, educação, conhecimento, habilidades técnicas, habilidades de gestão, habilidades de liderança, tipos de personalidade, estilos cognitivos
2.Factores Motivacionais: Objetivos pessoais, Utilitários
3.Fatores interpessoais: filiações políticas corporativas, amigos, alianças, influência
4.Factores extrínsecos: funções, responsabilidades, posição na organização
Tarefas
1.Categorias de gerenciamento: varrendo, organizando, motivando, monitorando, controlando
2.Actividades repetitivas, actividades não repetitivas
3.Nível individual: aprendizagem, comunicação, decisão, execução
Tecnologia
1.Estrutura do activo físico: terrenos, edifícios, instalações, equipamento
2.Estrutura do activo financeiro
3.Distribuição geográfica dos recursos
Tecnologia da Informação
1.Bancos de Dados, Dispositivos de Armazenamento
2.Capacidades de computação, software
3.Capacidades de comunicação, redes
4.Bases do conhecimento
5.Arquitetura de
6.Ambiente
7.A economia nacional e mundial
8.Clientes, fornecedores, concorrentes
9.Produtos, substitutos
10.Inovação tecnológica

Incluindo Organizações e Decisões em uma Estrutura

Os sistemas que acabamos de discutir podem ser usados por um indivíduo, um grupo de trabalho ou a organização inteira, ou podem ser sistemas interorganizacionais que conectam uma ou mais organizações.
Por exemplo, há muitas maneiras de estruturar uma organização e há um grande número de influências nas pessoas. As empresas na década de 1990 optaram por reduzir drasticamente os números do emprego. As empresas do século XXI permitem, frequentemente, aos trabalhadores a opção de trabalhar a partir de casa. A Tecnologia da Informação abre caminhos diferentes para se comunicar dentro da organização, comunicar-se com os fornecedores e comunicar-se com o mercado do cliente. Esses fatores são importantes para os processos de decisão na organização. Elas afetam a maneira que podemos usar a Tecnologia da Informação para ajudar a organização a alcançar seus objetivos.